quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Passo a passo ensina meditação para iniciantes.


A meditação traz uma série de benefícios ao corpo e a mente, comprovados através de estudos como neste vídeo: Meditação pode mudar seu cérebro.
Sobre ela bastaria dizer que é necessário estar em silêncio, sem atividade na mente, apenas ser e estar em si, em seu centro. Algo simples, sem esforço: um estado de não fazer.  Mas como ocidentais, sempre queremos explicação, manual e dicas. Por isso eis um passo a passo para iniciar a prática da meditação. Confira:
Tipos de meditação
Há diversas maneiras meditar. O ideal é que você inicialmente teste algumas opções e depois foque na que você mais se identificou. Algumas delas são:
Observar sua respiração
Fique atento ao ar que entra pelas narinas e expire-o lentamente. Depois estabeleça um ritmo, você pode por exemplo, começar inspirando em um tempo e expirando o dobro deste tempo. A respiração deve ser sempre nasal.
Concentrar sua atenção em algo
- Observe a chama acesa de uma vela, sem criar conteúdos mentais.
- Concentre-se em um som: pode ser o tic tac do relógio, um instrumento musical, um mantra como este.
- Concentre-se uma mandala, alguma forma geométrica ou em um chakra.
Postura
Você pode fazer a posição de lótus, em que basicamente é necessário manter a coluna reta (se necessário apoie em uma parede) e as pernas cruzadas. Outra opção é sentar-se em uma cadeira com a coluna ereta, os pés apoiados no chão e as mãos no colo uma sobre a outra. O importante é sempre manter a coluna ereta para facilitar a frequência energética e reduzir a chance de sentir sono, mas de uma maneira em que você fique confortável. Mantenha sempre os olhos fechados para facilitar a interiorização.
Local
Sem dúvida, em qualquer lugar é possível meditar: desde uma fila de banco até quando estiver lavando louça. Porém para criar um hábito, ter um local específico para esta atividade ajuda muito. Neste caso, o ideal seria um canto, na medida do possível,  mais reservado e menos barulhento.
Frequência e tempo
Você pode meditar até mesmo em 1 minuto, como propõe este vídeo. O importante é manter a frequência. Comece com 2 minutos diários e depois aumente para duas vezes ao dia.
Para manter a disciplina, determine um horário mais conveniente para você. Uma dica, é associar a prática da meditação a uma atividade rotineira, como por exemplo, logo após acordar, escovar os dentes, fazer uma refeição, etc. Confira aqui duas sugestões: Uma prática de yoga rápida e descomplicada para fazer em casa  ou  Yoga ao acordar. Para praticar ainda na cama. Utilizar um timer, também facilita para que você não se preocupe com o tempo transcorrido.
Dificuldades que irão surgir
Pensamentos vão surgir o tempo todo, e também, dores no corpo, coceira, cansaço podem ocorrer. Distrair-se não significa que você está fazendo errado. O importante é não se envolver deixando-se levar por pensamentos ou distrações que vão surgindo. Eles vão desaparecer se você não alimentá-los, deixe-os ir, volte ao foco e ajeite sua postura se necessário. 
Não encare a meditação como mais uma das tarefas ou obrigações do dia. Veja-a como um momento seu, um exercício para se conectar com sua essência, e uma oportunidade de não ter que pensar, resolver ou fazer absolutamente nada, apenas estar com você.
Em qualquer situação, seja paciente consigo mesmo, não crie expectativas, que vão gerar ansiedade e tensões em sua mente.

0 comentários: